domingo, junho 14, 2009

Cansei de pensar na "função do político em uma sociedade de democracia", ainda é cedo demais para sair então vou falar do casamento de ontem.

Primeiro que fazia anos que eu não ia à igreja (católica) para assistir um casamento, e não porque não tenha tido gente que casou na igreja, mas porque eu acho meio esquisito (eu não tenho convicções só políticas, tenho religiosas também) então acabo sempre indo direto pra festa. E também porque geralmente a parte da igreja começa cedo, eu leso e acabo começando a me arrumar tarde demais e quando vejo já está na hora de ir direto para a festa mesmo.

Dessa vez todo mundo insistiu muito, a parte da igreja era bem tarde (21h) e o noivo é uma pessoa muito muito querida então tudo bem, eu fui assistir a parte da igreja e o que eu achei engraçado foram duas coisas:
1. o padre não manda mais dizer "até que a morte nos separe"
2. agora a parte do "o que Deus une, o homem não separa" ficou no modo condicional, virou "o que Deus une, que o homem não separe"

Então enquanto o novo Papa usa o camauro e múleos direto e insiste muito mais nos dogmas tradicionais da Igreja Católica, o que eu concordo que é a direção que faz sentido a Igreja tomar, os padres que realizam 4 casamentos em uma noite aceitam que é o mundo não é bem assim e sabem que 50% dos casamentos terminam mesmo em divórcio.

Segundo, e mais importante, é tão bom ver tanta gente querida junto!! E todo mundo super arrumado ainda por cima!! E até dançando axé!! Foi ótimo - mesmo a parte do coyote ugly/culpa do New Order/ahmeuDeus, sou uma abusadora de menores.

3 comentários:

C8-H10-N4-O2 disse...

hahaha o último casamento q eu fui a igreja, e prestei atenção no blablabla foi em 2004 e o padre falou: "O que Deus uniu, o homem não deve separar"

a igreja não pára de evoluir, não?

JL disse...

poutz. se você atrasa como convidada, imagina de noiva?!

Dani disse...

Faz assim JL, na hora marcada vc sai daí e vem pra festa! Provavelmente vc chega antes de mim no meu casamento!! ;)