segunda-feira, junho 21, 2010

video


Vídeo da minha chegada à Paris (mal feito porque eu demorei para encontrar de onde vinha o som) - Estação Châtelet.

domingo, junho 20, 2010

No iPod: "Age of Consent" - New Order

Do you find this happens all the time
Crucial point one day becomes a crime...
I've lost you, I've lost you, I've lost you...


Aquele post que eu estou devendo pra Fê é sobre tempo, sobre famílias de amigos, sobre se divertir, rir e chorar juntos, sobre como dançar de olhos fechados pode ser uma máquina do tempo e como enquanto alguns gostariam de ver o futuro outros preferem ir para o passado.

Ontem no fim do dia eu sentei aos pés da Sacré-Coeur, fazia 15 anos que eu não fazia isso, e eu fiz isso tanto há 15 anos. Mas aquela pessoa de 15 anos atrás eu perdi, não foi a mesma Daniela que viu o sol indo embora de cima de Paris, aquela era eu, mas era outra. Não existe mais no meu corpo sequer uma célula daquela pessoa.

Foi ótimo e esquisito voltar, eu fiz muitos planos sentada naquele lugar, eu sonhei com muitas coisas e posso dizer que nada daquilo que eu planejei se tornou realidade - exceto pela parte das pessoas, dos amigos, da vida - exceto pela parte boa. E a Daniela de ontem diz que por isso tudo bem. A de 15 anos atrás teria se revoltado, cometido auto-imolação, harakiri e se jogado da Pont Neuf.

Life is what happens to you while you're busy making other plans.

E o que me fez pensar no post que devo pra Fê foi que quando estávamos na balada, cada um dançando de olhos fechados no seu mundo, com sua própria máquina do tempo, ela me pediu pra ter 25 anos de novo. Ontem eu me perguntei se gostaria de ter 17 de novo.

Sim e não. Sim, seria legal, talvez eu fizesse algumas coisas diferentes. Não, não funciona assim e eu gosto da Daniela que existe hoje. Até mais do que do ser enlouquecido que existia há 15 anos.

Enfim, coming full circle. Na primeira noite de Lua Crescente. Uma noite antes do Solstício de Verão - o que eu confesso que me confunde já que em breve eu volto para o Inverno, but I digress, independente de eu decidir qual solstício vou considerar para mim, o importante é - a sensação de começo, de fim, de full circle.

PS. No meio desse post minha priminha mais bebê ligou pra me convidar para o aniversário de 1 ano da terceira filha dela. Pois é...

terça-feira, junho 08, 2010

Eu sei, estou devendo um post pra Fefê, mas vai ter que ficar p/ outro dia, entrei só para citar a Marilyn antes de ir dormir e sonhar em ter um armário com todas minhas roupas dentro um dia de novo.

"I'm selfish, impatient and a little insecure. I make mistakes, I am out of control and at times hard to handle. But if you can't handle me at my worst, then you sure as hell don't deserve me at my best." - Marilyn Monroe