quinta-feira, abril 15, 2010

Sobre a Espanha: Os Garçons!

Exemplo 1: Jantando em Valência, na cestinha de pão sobrou só um, ou melhor, metade de um, e não fomos nós (a DaniDani, a Ana e eu) que comemos a primeira metade. Pedi mais pão, o garçom veio, pegou a cestinha, enfiou na minha cara e me obrigou a pegar o pão meio comido. Sim, ele fez cara de bravo e tudo!

Exemplo 2: Almoçando em Cartagena, o prato de lula frita vinha com umas pimentas fritas também, tanto a Ana quanto eu ignoramos as pimentas, quando o garçom veio tirar o prato ficou enfiando o prato na cara da Ana para que ela pegasse as pimentas e ficou bravo quando ela se negou!

Exemplo 3: Jantando ontem, (a) pedi uma porção de croquetas, ele me respondeu que só ia mandar meia porção porque a inteira era grande pra uma pessoa só; (b) não comi o prato inteiro, fui pedir a sobremesa, ele disse que quem não come tudo não ganha sobremesa, tive que barganhar, pagar de coitada, dizer que estava sozinha, que era minha primeira refeição per se em 5 dias, que precisava de chocolate; (c) ele aceitou mas não quis me trazer o menu, disse que ia me trazer algo que eu ia comer tudo; (d) não toquei no sorvete da sobremesa, ele me respondeu que assim não iam mais me deixar voltar ao restaurante.

PS. O garçom 1 foi um tiozinho simpático; o garçom 2 era gatinho (pra mim, a Ana nem gostou tanto); e o 3 foi bem engraçado.

PS2. A sobremesa era fantááááástica, um coisinho de chocolate que quando eu enfiei a colher explodiu se transformando em chocolate puro, derretido, quentinho, um tipo fondue de chocolate em cima da frutinhas que estavam em volta - Óbvio que como foi minha primeira refeição sentada à mesa em 5 dias, eu escolhi voltar ao restaurante que já tinha sido fantástico, a Taberna "Comer, Beber, Amar".

Um comentário:

Ricardo disse...

Juro que fiquei na dúvida. Os garçons espanhóis são grossos ao extremo ou metidos a engraçadinhos além de qualquer medida?